Minoru Curitiba - Assessoria em Eventos Esportivos #equipeminoru #minorucuritiba

  ILHA DO MEL 2010




Após a fila indiana

CORRIDA DE MONTANHA-ILHA DO MEL

Página do site www.naventura.com.br
A tão esperada etapa na Ilha do Mel do Circuito Paranaense de Corrida em Montanha ocorreu neste último dia 07 de novembro. A prova encerrou o circuito 2010 de corridas em montanha e definiu os campeões. A prova contou com a participação de atletas de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Foi uma belíssima festa em um local paradisíaco de beleza rara.

O percurso passou por vários pontos turísticos da Ilha do Mel, entre praias, morros, gruta das Encantadas, farol das Conchas e pela localização de Nova Brasilia. Além das praias e morros, os atletas tiveram que superar as trilhas em mata fechada com areia solta e dois trechos de costões de pedras, que estavam escorregadios devido a chuva que caiu na noite anterior.

Na manhã, pouco antes da largada já era grande a movimentação na Praia Grande, local da base da prova, onde aos poucos os atletas e acompanhantes vinham chegando, os turístas escolhendo o melhor lugar para assitir ao evento e o sol já marcando presença, indicando que seria um desafiador à resistência dos corredores.

A satisfação dos atletas ao final da corrida foi geral, a alegria era visível no rosto de cada um. Independente de tempos e colocações a participação em eventos como este de contato permante com a natureza gera muita satisfação. Em um local como a Ilha do Mel isso se torna ainda mais evidente. Segundo a atleta Lizandra Lopes Comparin, essa prova foi a mais bonita já organizada pela Naventura. Logo após sua chegada, suas primeiras palavras ao organizador foram: "Kleber, esse percurso é o mais bonito que você já escolheu".

Para a Naventura receber feedbacks positivos é muito gratificante, pois a organização tem dificuldades ainda maiores quando da realização de um evento na Ilha do Mel. Os acessos a determinados pontos são feitos através de longas caminhadas. Isso significa carregar equipamentos por quilômetros caminhando por entre rochas, costões, praias e muita areia solta. Um fato isolado no km4 ocorreu devido a este tipo de dificuldade. Os atletas chegaram antes do pessoal que estaria naquele ponto, onde além de ser um bate e volta com controle de passagem era também um ponto de água. Levando em consideração que ninguém foi beneficiado e sim todos prejudicados, a organização resolveu descartar qualquer tipo de punição ou atitude que pudesse alterar os resultados.

Em uma chegada emocionante entre o atleta Wilian dos Santos Fernandes e Odilon de Jesus Leandro, que correram lado a lado a prova toda, a vitória ficou com o primeiro após um sprint espetacular de ambos nos últimos 200 metros. A passagem dos dois atletas pelo pórtico foi com uma diferença de um corpo. Assim o vencedor da etapa foi Wilian dos Santos Fernandes da cidade de Campo Largo/Pr, equipe Caapuã/MTS Performance com o tempo de 57:35. Na segunda colocação chegou o atleta Odilon de Jesus Leandro da cidade de Santada de Parnaíba/Sp, equipe Forest Equestre Team com o tempo de 57:36. Em terceiro lugar chegou o atleta Joel Carlos de Matos da cidade de Curitiba/Pr, equipe MTS Performance com o tempo de 57:55. Em quarto lugar o atleta Itamar Augusto Goes de Guarulhos/Sp, equipe Minoru com o tempo de 59:11. Fechando o pódio o atleta Valdecir da Silva Tavares da cidade de Curitiba/Pr, equipe MTS Performance com o tempo de 1:01:29.

Entre as mulheres a atleta Claudia Mirian de Souza confirmou seu favoritismo e venceu esta etapa com o tempo de 1:27:27. Na segunda colocação chegou a atleta Patricia Ester Thomaz, equipe Energia Pura com o tempo de 1:31:35. Na terceira colocação a atleta Maura Webber, equipe Minoru com o tempo de 1:35:36. Em quarto lugar a atleta Ivanir B. de Souza da equipe CRCuritib@ com o tempo de 1:38:46 e completando o pódio a atleta Nicole Roessle Guaita, equipe Triax/Um Sonho de Equipe com o tempo de 1:41:43. Todas as cinco primeiras colocadas eram da cidade de Curitiba/Pr.

ANÁLISE DA EQUIPE
A maioria da Equipe Minoru inscritos para este evento chegou no sábado, no domingo, uma chuva torrencial que iniciou na madrugada e encerrou somente próximo as 7h00, mas a partir das 8h00 surgiu o sol que tornou ambiente abafado e úmido, prenuncio de dificuldade com o solo escorregadio e a transpiração acima do normal.
Dada a largada todos correram pela Praia Grande para chegar na frente da unica passagem entre duas pedras que permitia a passagem de um atleta por vez formando uma extensa fila indiana.
Ao contrario do evento de 2009 que foi realizado no mes de agosto, após a estreita passagem, era impossível seguir pela praia que estava coberto pelas água do mar e tivemos que seguir pelas pedras escorergadias (foto) com alguns tombos.
O percurso seguinte foi tranquilo pela Praia do Miguel terminando com a subida e descida de uma das partes do Morro do Sabão.
Em seguida percorremos a Praia do Mar de Fora até terminar numa pequena subida de acesso ao deck que levava a entrada da Gruta Encantada.
Em um bate e volta retornamos correndo pela Praia Mar de Fora até o Morro do Sabão. Este trecho até a parte mais alta é muito difícil devido a trilha estreita com passagem de um atleta por vez, sendo que na parte mais íngreme tinha uma corda de uns 15m para auxiliar na subida. Nesta parte, segundo testemunha, a atleta da equipe Neusa Canello escalou por fora da trilha agarrando na vegetação espinhosa e ultrapassando vários marmanjos.
Após esta parte mais alta descida pela trilha até a Praia do Miguel e percorrendo-a até adentrar à mata e contornar o Morro do Meio pelas estreitas trilhas e rochas escorregadias entre o mar e o morro.
Depois disto, percorreu-se trechos plano pelas trilhas transitáveis, passando próximo as pousadas das Praias Nova Brasília e do Farol.
Em seguida enfrentamos a subida das escadarias que leva ao alto do Farol das Conchas contornando-o e descendo até a meia altura da escadaria. Neste ponto descida perigora pelas trilhas escorregadias até a Praia de Fora.
Percorrendo a Praia de Fora viria a Ponta do Joaquim, o trecho mais difícil, com o cansaço tomando conta do nosso corpo, onde é difícil a ultrapassagem em uma subida íngreme e com muita vegetação com piso escorregadio.
Após este trecho a descida perigosa até aterrisar na Praia Grande há 200m da chegada.
O pessoal da caminhada também percorreu alguns dos trechos da corrida.

Dos 14 inscritos para a corrida ocorreu somente uma ausência e dos que participaram somente um atleta masculino não subiu o pódio.
Trata-se de um percurso sensacional, com belas paisagens, alto nível de dificuldade, mas que permite unir o lazer com o esporte.
Dá para se conhecer uma parte da história do Brasil visitando a Fortaleza após uma bela caminhada pelas praias e também conhecer a Gruta Encantada.
Vale a pena se programar para participar em 2011.




 
© 2017 Minoru Curitiba - Assessoria em eventos esportivos